• yogavali8

AYURVEDA - Um sistema de Medicina Indiano

O sistema de medicina indiano, o Ayurveda (do sânscrito ayus, “vida”, e veda, “conhecimento”), criado há aproximadamente cinco mil anos, tem como principal objetivo, o equilíbrio do organismo, acreditando que a boa saúde é resultado direto de viver em harmonia com o Universo.

Os Vedas, tradições transmitidas oralmente e depois compiladas em textos sânscritos, foram produzidos pelos brâmanes, casta que detinha a sabedoria cultural e religiosa dos arianos. Além de religiosos, esses textos contêm a fonte do conhecimento médico que constitui a base do Ayurveda.

Os três primeiros Vedas – Rig Veda, Yajur Veda e Samaveda - ligados ao misticismo bramânico ortodoxo, contém descrições de práticas médicas baseadas em rituais mágicos e cultos a divindades. O quarto Veda – Atharvaveda – foi composto por brâmanes dissidentes em contato com a cultura regional da Índia, nas florestas, fundando o movimento Aranyaka (de aranya, “floresta”) com uma linguagem mais objetiva e com referência mais direta à fitoterapia.

A partir do século 5 a.C., os monges budistas propiciaram o intercâmbio entre a medicina ayurvédica e a medicina chinesa. Entre os séculos 2 a.C. e 2 d.C. surgiram os tratados médicos “Caraka Samhita” e “Sushruta Samhita”, onde são descritos os conhecimentos de anatomia, fisiologia, fitoterapia e cirurgia, que formam o substrato do Ayurveda. O conhecimento anatômico descrito nesses tratados deve-se ao fato de que os pioneiros do Ayurveda dissecavam cadáveres, o que foi proibido na cultura ariana e cristã por muitos séculos.

Entre os séculos 10 e 12 teve o início do fim da era de ouro do Ayurveda, com as invasões de muçulmanos que impuseram seu sistema médico. Alguns textos foram preservados por monges que fugiram para o Tibete e Nepal. A tradição Ayurvédica foi resgatada no século 16 quando o imperador mongol Akbar ordenou a compilação do conhecimento indiano. Em meados do século 20, o movimento nacionalista indiano, liderado por Mahatma Gandhi, estimulou a busca pelas raízes do ayurveda, e seu renascimento. Hoje há cerca de 400 mil médicos ayurvédicos na Índia.

O Ayurveda se baseia em uma concepção holística do mundo, onde a pessoa saudável é aquela que consegue equilibrar os quatro componentes da vida: corpo, sentidos, mente e alma. “Tudo é imensamente simples e, ao mesmo tempo, quase impossível de ser entendido em sua plenitude”.

A base metafísica da Medicina Ayurvédica - admite uma relação entre o microcosmo do interior do homem e o macrocosmo do mundo material, sendo um o espelho do outro – Purusha. Nós e o Universo somos constituídos da mesma substância. É importante viver em harmonia com a natureza e cuidar da saúde. O Ayurveda é mais preventivo que curativo. Geralmente usa exercícios, nutrição equilibrada, meditação, ervas, ioga, meditação e massagem.

A Massagem Ayurvédica é uma técnica de massagem profunda que integra manobras de tração e alongamento dos tendões e ligamentos, com a estimulação de diversos pontos e órgãos vitais. Tem sua eficácia comprovada na eliminação de toxinas e no combate ao estresse físico, emocional, mental e energético. Ativa a irrigação sanguínea, particularmente pela drenagem capilar e ativa a drenagem linfática. Dessa maneira, atua sobre os músculos, melhorando a sua nutrição e oxigenação. Atuando sobre a pele, melhora a sua irrigação, estimulando as glândulas sebáceas e nutrindo os folículos pilosos dos pêlos e cabelos. Age também sobre os demais órgãos e sistemas do organismo. O aumento do fluxo sanguíneo ocorre independente da atividade cardíaca, a qual, paradoxalmente, diminui. Os movimentos manuais repetidos fazem circular endorfinas e aumentam a capacidade imunológica pela revitalização dos linfócitos T-killer. Há uma recuperação rápida da fadiga e diminuição da dor e do estresse, dando sensação de bem-estar e relaxamento profundo do corpo.

A Massagem Ayurvédica age principalmente no relaxamento do organismo e na manutenção da saúde. Ela está indicada no alívio de dores musculares, dores reumáticas, problemas de coluna, vícios posturais, enxaqueca, estresse, depressão e síndrome do pânico, entre outras. É recomendada como terapia complementar nos tratamentos para transtornos físicos, emocionais, mentais ou espirituais. No campo físico, as disfunções da coluna vertebral diminuem, podendo até haver correção completa, pois o manuseio e o alongamento dos tendões e músculos devolvem ao corpo sua postura normal. Como parte integrante da filosofia védica, a Massagem Ayurvédica visa estimular todos os chacras maiores e menores do corpo. Como resultado das massagens, muitas pessoas relatam que observam que seus olhos passaram a ter mais brilho, sua pele ficou mais limpa, luminosa, enfim, que uma nova luz passou a brilhar em todo o seu ser.

Lucila Calado – Terapeuta Ayurveda

0 visualização

© 2018 por Espaço Yogavali. Criado pela Raf Print Comunicação

  • Facebook ícone social
  • instagram 1