• yogavali8

Tantra .... O Caminho do Coração...

É o caminho livre de opostos... É o caminho inverso... Ir dos contornos para o meio - das extremidades para o centro... O coração é simbolicamente nesse nível, o centro do homem... É a região onde todas as polaridades se anulam... Fazer o caminho inverso significa equacionar a polaridade, ir sempre pelo centro seguindo sempre o caminho do meio, o que significa “a retomada da criação, o inspirar de Brahmam e o seu retorno às origens...”.

O caminho do coração é o caminho do conhecimento de si mesmo. Significa buscar o próprio centro... Mergulhando profundamente no próprio coração... onde está o conhecimento verdadeiro sem disfarces de si mesmo... E para isso, é preciso mergulhar... Mergulhar profundamente dentro da própria dor... dentro do próprio coração... Todos nós carregamos dores muito antigas, feridas complexas... Esse mergulho significa a possibilidade de ver-se de frente, de abraçar a si mesmo, abraçando a dor.

O caminho do meio não é o que fica, nem o que foge da dor, mas o que abraça a dor, dando sentido à própria dor. O homem é um universo e um universo em expansão... Dentro de todos nós existe uma infinidade de formas, de pensamentos e sentimentos atuais e cristalizados. Imagens, personalidades antigas e atuais, reais a serem descobertas, e irreais a serem dissolvidas... Mas... ”Eu Sou” apenas AMOR... Uma eterna luz... Um ponto de luz... um universo Uno... Este ponto de luz é encoberto por camadas de magoas, de ódio, de medos, de ressentimentos, de desejos muitas vezes cristalizados, antigos, subconscientes... Tão antigos, mas às vezes tão atuais...

O homem precisa ver a si mesmo de frente... Nós criamos muitas barreiras... Muitos, nem sequer percebem quando se sentem tristes ou magoados... fogem do coração... disfarçando a dor... Estas camadas emocionais subconscientes obscurecem o ponto de luz que nós realmente somos... Evoluir é expandir a consciência. Não se pode expandir algo que está acorrentado... existem consciências acorrentadas, corações prisioneiros...

Estamos aqui para tirar as correntes e ver o ponto luminoso que abrirá a porta para o nosso ser real... O nosso ser real... pleno de amor e poder... Pleno de felicidade e alegria. Pois não se sente só... separado. É um com o todo de todos os pontos de luz... Existem caminhos para conhecer a si mesmo, mas como disse Dom Juan: “tem que passar pelo caminho do coração...”. Nenhum caminho que não tenha coração é verdadeiro. O coração representa o nosso ser mais profundo...

Acreditem! Mas muitos têm corações partidos, acorrentados, manchados... corações doentes, corações aprisionados, fechados em si mesmos... corações ilusórios... O conhecimento do próprio coração é a chave secreta que abre a porta da sabedoria... a unidade do conhecimento e do amor... O caminho eterno do ser... Quantas personalidades temos dentro de nós!! Mas qual delas é o nosso ser real? Onde não temos mais cisões? Todos temos cisões em algum nível... Desintegrações entre o sentir e o pensar... neuróticas, psicopatias e psicóticas, apenas rótulos, mas expressões de mente linear...... Não temos mais cisões no nosso ser real que começa a partir de um ponto de luz... um ponto de desapego... inteiro no sentir e no pensar...integrado em si mesmo... verdadeiro consigo próprio... Vamos caminhando da aparência para a essência... para nosso ser verdadeiro...


(autor desconhecido)


@lucilacalado

0 visualização

© 2018 por Espaço Yogavali. Criado pela Raf Print Comunicação

  • Facebook ícone social
  • instagram 1